sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Atenção pais, estabelecimentos comerciais de alimentos - O perigo da dioxina

A dioxina é um organoclorado altamente tóxico cancerígeno. A dioxina é hoje considerada a mais violenta substância criada pelo homem; seu grau de periculosidade, segundo alguns autores que escrevem a respeito dela, ultrapassa até o urânio e o plutônio. Se moléculas de cloro, estejam onde estiverem, são submetidas à altas temperaturas, em presença de matéria orgânica, algum tipo de dioxina irá ser gerado. As dioxinas são subprodutos não intencionais de muitos processos industriais nos quais o cloro e produtos químicos dele derivados são produzidos, utilizados e eliminados. A dioxina carcinogênica pode favorecer o aparecimento de cânceres do trato gastrointestinal, linfomas e leucemias, e sarcomas de partes moles. Apesar de estar presente no ar, a quantidade inalada não é suficiente para a contaminação. Também não é segredo que as dioxinas são produzidas, principalmente, ao se queimar produtos químicos, como lixo plástico, borracha, pneus, pellets de carbono, solventes ou defensivos agrícolas, e podem também ser produzidas por reação química ou pelo calor.

Um estudo tem mostrado que a dioxina está presente em quase tudo e principalmente em potes e recipientes plásticos e pvc. A dioxina pode estar sendo liberada, quando expomos a grandes temperaturas. Sempre quando aquecemos alguma coisa aumentamos a probabilidade desta liberar substâncias químicas. Substâncias químicas podem ser liberadas de potes plásticos como os usados em comidas de microondas. Alguns canudos plásticos vem com uma etiqueta dizendo “não usar em bebidas quentes”. Muitas pessoas pensam que o aviso é por que alguém pode se queimar. Se você colocar esse canudo numa xícara quente de café, você terá basicamente uma extração com água quente acontecendo, na qual as substâncias químicas do canudo estão sendo extraídas para sua xícara de café. Se você está cozinhando com plásticos ou usando utensílios de plástico, a melhor coisa a se fazer é seguir corretamente o modo de uso e somente usar plásticos específicos para cozinhar comida. Os melhores são os recipientes inertes, como vidros resistentes ao aquecimento, cerâmicas e de aço inoxidável.

Atenção:

· Não use recipiente de plástico no micro ondas ( o plástico libera dioxina). Isso se aplica especialmente a comidas que contêm GORDURAS.

· Não use cobertura de plástico em microondas.

· Não use “papel filme” para cobrir alimentos no micro. O papel libera dioxina

· A combinação de gordura e calor alto libera a DIOXINA do plástico, impregnando os alimentos e conseqüentemente, as células do nosso corpo…

· Dioxina causa CÂNCER.

· Use recipientes de VIDRO refratário ou de cerâmica para aquecer comida.

· Remova a comida instantânea (sopas, pipocas, macarrão, etc…) da embalagem e prepare em outro recipiente.

· Papel não é ruim, mas você não sabe o que ele contém e papel branco usa cloro para o seu branqueamento. É mais seguro usar vidro refratário.

· Alguns restaurantes de fast food já eliminaram o uso de embalagens de isopor, pelo problema da dioxina.

· As altas temperaturas fazem as toxinas venenosas desprendem e gotejam sobre a comida. Prefira cobrir os alimentos com um prato de vidro ou cerâmica refratária

· Evite queimar lixo plástico, borracha, pneus, solventes ou defensivos agrícolas.

De: Lidia (Enviada: domingo, 15 de novembro de 2009 21:59:29
por e-mail

2 comentários:

Laura Lucia disse...

Rosely,
Muito bom chamar a atenção para as coisas que nos fazem mal e que nem sabemos.
Adorei a receita de frango com catupiry. Gostaria de fazê-la, mas não sei o tamanho da forma que usar. Você pode dizer-me, por favor?
Volto para saber a resposta. Obrigada.
Abraços, Laura Lucia

Silvana Nunes .'. disse...

BOLINHO DE BACALHAU

INGREDIENTES:
250 g de bacalhau
250 g de batata
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 cebola, picada
2 dentes de alho, picados
3 colheres (sopa) de azeite
1 xícara (chá) de farinha de rosca
½ xícara (chá) de salsa, picada
1 l de óleo
papel toalha, o quanto baste
sal e pimenta-do-reino, a gosto



MODO DE PREPARO:

Coloque o bacalhau dentro de uma tigela com bastante água. Troque a água da tigela de 1 em 1 hora, durante 5 horas. Pique os ingredientes pedidos na receita. Descasque as batatas, corte-as em pedaços médios e coloque numa panela com água. Leve ao fogo alto. Quando ferver, conte 15 minutos e desligue. Escorra a água e coloque as batatas num prato grande. Deixe descansar por 5 minutos para o excesso de água evaporar. Retire o bacalhau da tigela e coloque dentro de uma panela, cubra com água e leve ao fogo alto. Quando ferver, conte 5 minutos e desligue. Deixe esfriar. Enquanto o bacalhau esfria, passa as batatas pelo espremedor, ou desmanche com uma colher de pau para formar um purê. Quando o bacalhau estiver frio desfie-o com as mãos. Leve uma panela ao fogo, junte o azeite e deixe esquentar. Adicione a cebola e o alho. Refogue por 4 minutos. Coloque o bacalhau desfiado na panela e misture muito bem. Cozinhe por 5 minutos. Desligue o fogo e deixe esfriar. Misture o bacalhau com a batata e a farinha. Tempere com sal, pimenta-do-reino e salsinha. Coloque a farinha de rosca num prato grande. Faça bolinhas com a massa de bacalhau, do tamanho que quiser. Empane com a farinha de rosca cobrindo bem cada bolinha na farinha. Coloque o óleo numa panela e leve ao fogo para esquentar. Para saber quando o óleo está na temperatura certa, coloque um palito de fósforo dentro da panela e assim que ascender está pronto. Retire o palito de dentro da panela e coloque alguns bolinhos para fritar. Não encha demais a panela, pois os bolinhos podem grudar. Faça por etapas. Quando os bolinhos estiverem bem dourados retire da panela com uma escumadeira e coloque sobre papel toalha para escorrer a gordura. Sirva bem quente.

Bolinho de bacalhau a moda Portuguesa
Ingredientes:
1 kg de bacalhau
1 kg de batatas
cebola e salsa a gosto

Modo de preparar:
Cozinhe 1kg de batata, amasse-as e coloque-as em um pano de prato para secarem bem. Adicione 1kg de bacalhau cozido e desfiado (bem desfiado) em outro pano de prato, bata bem o pano, quanto mais bater, mas desfiado vai ficar e com menos água, junte então com as batatas separadas e amassadas no pano, acrescente cebola picadinha e salsa à vontade. Faça bolinhas e frite-as. Fica uma delícia de desmanchar na boca



COXINHA DE BACALHAU


1 colher (sopa) de azeite de dendê.
100 g de manteiga sem sal
1 colher (sopa) de pimentão vermelho, bem picadinho
1 folha de louro
4 colheres (sopa) de molho de tomate temperado
1/3 xícara (chá) de azeitonas verdes picadas bem miudinhas
400 g de bacalhau demolhado e desfiado (24 a 30 horas)
400 ml de água filtrada
200 ml de leite ou leite de coco
350 g de farinha de trigo
sal a gosto

Deixar ferver, diminuir o fogo e despejar a farinha de uma vez, mexendo até formar uma bola.
Se a massa estiver grudando nas mãos, colocar um fio de óleo e misturar por último ½ xícara de salsinha picadinha.
Deixe esfriar um pouco, espalhando a massa numa superfície untada;
Trabalhar com a massa sem esfrias completamente.
Sovar, fazer rolinhos como para nhoque, cortando em pedacinhos iguais.
Moldar as coxinhas, recheando com bacalhau e requeijão

Passar na clara de ovo, sem bater e na farinha de rosca
Fritar em óleo quente.

Essa receita é do culinarista Álvaro Rodrigues